Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Especialista do BID visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo

Publicação:

Especialista do BID visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo
Especialista do BID visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo - Foto: Marcelo Vaz

O deputado Catarina Paladini, futuro secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, acompanhado pelo presidente da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), Robson Zinn, recebeu na manhã desta quinta-feira (31), no Centro de Convivência e Profissionalização da Fase, em Porto Alegre, o especialista em Segurança Cidadã do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Rodrigo Serrano. A visita, de caráter regular, teve por objetivo o acompanhamento dos projetos da instituição financeira internacional junto à Fundação, verificando os avanços já obtidos e visando proporcionar apoio e suporte necessários ao seu desenvolvimento.

Em reunião ocorrida no Centro de Convivência e Profissionalização (Ceconp), Zinn apresentou um relato sobre as ações promovidas no sistema socioeducativo gaúcho, nos últimos anos, com os recursos oriundos da parceria com o BID. Falou a respeito da construção do módulo anexo de dois andares na unidade de Novo Hamburgo, que gerou 30 novas vagas de internação, algo que não ocorria desde o ano de 2004. Abordou também a perspectiva de incremento de 210 novas vagas no sistema com o encaminhamento para licitação de três novas unidades da Fase, sendo uma em Viamão (90 vagas), outra em Santa Cruz do Sul (60) e, também, em Osório (60).

Catarina agradeceu ao BID em nome do governo gaúcho e disse que é fundamental essa disposição de visão social do Banco. “Queremos um Estado mais seguro, mais humano e mais fraterno e que, de fato, consiga ressocializar. Esse é um objetivo fundamental que nós queremos construir aqui e, sem sombra de dúvidas, o Banco tem cumprido um papel ímpar para que nós venhamos a desenvolver essas políticas”, afirmou. 

Secretário Catarina em visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo
Secretário Catarina em visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo - Foto: Marcelo Vaz

O presidente da Fase detalhou, ainda, da implantação total do sistema de videomonitoramento, com a instalação de 828 câmeras em todo o Rio Grande do Sul nas unidades de internação que compõe o sistema Fase, além da compra de 128 radiocomunicadores também com verba proveniente do Banco. Por último, mostrou como ficará o espaço do Ceconp com a perspectiva de reforma em seus 4,2 mil metros quadrados, com salas para oficinas, auditórios, sala de videoconferência e salas de círculos restaurativos, entre outros.

Balanço

Na sequência, o grupo deslocou-se à unidade Case POA 1 onde ocorreu visitação ao auditório, quadra esportiva e dormitórios. Após conhecer o local, Serrano, disse estar muito bem impressionado com os avanços obtidos pela Fundação. “Estou muito feliz por ter conhecido o trabalho que a Fase está fazendo e o impacto que o programa do BID tem aqui nessa parceria com o Governo do Estado. Eu gostei muito das orientações estratégicas, das mudanças e dos impactos ocorridos nestes últimos anos, tanto na Revista Humanizada, como no Videomonitoramento e em todos os demais serviços que estão sendo oferecidos aos adolescentes. Nossa expectativa é de poder ter um impacto ainda maior com as novas infraestruturas. O resultado deverá ser que, quando o jovem sair da Fase e voltar para a sua comunidade, possa construir uma nova vida e não tenha que retornar ao sistema socioeducativo”, disse.

Visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo
Visita a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo - Foto: Marcelo Vaz

Participaram do encontro desta quinta-feira, pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, a diretora-geral, Maria Fernanda Bermudez; o chefe de Gabinete, Airton Prestes e o coordenador do Escritório de Projetos POD/BID, Aldo Peres. Pela Fase, os diretores Administrativo, José Reus; Socioeducativo, Andre Severo, e de Cidadania e Recursos Humanos, Ledi Teixeira

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos