Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Primeira Infância Melhor comemora 15 anos preservando saúde de crianças

Publicação:

Sartori foi um dos homenageados pela contribuição para fortalecimento do PIM no estado
Sartori foi um dos homenageados pela contribuição para fortalecimento do PIM no estado - Foto: Dyessica Abadi/Palácio Piratini

Troca de conhecimento e experiências bem sucedidas que geraram desenvolvimento e saúde na primeira infância são os objetivos do 12º Seminário da Primeira Infância, realizado nesta segunda-feira (26), na Casa da Música da Ospa, em Porto Alegre. Com o tema Primeira Infância Melhor - 15 anos de histórias, o evento integra as atividades da Semana do Bebê, promovida pelo governo do Estado.

Ao prestigiar a abertura, o governador José Ivo Sartori afirmou que cuidar das crianças e das novas gerações é obrigação de todos e que, quando elas estão protegidas, podem transformar o futuro e gerar bons frutos. "Se estamos trabalhando para construir um novo futuro, não podemos permitir que nossas crianças não tenham oportunidades, que não tenham acesso a direitos básicos, como à vida e à saúde", destacou.

Sartori ressaltou que os 15 anos do Programa Primeira Infância Melhor (PIM) são fruto do trabalho incansável dos visitadores, que com "ações rotineiras e, muitas vezes anônimas, mudam a realidade de comunidades inteiras". E lembrou que as sementes foram plantadas e estão transformando a vida de milhares de pessoas. "(As sementes) são o nosso legado para a sociedade e para as próximas gerações", concluiu.

O evento é aberto ao público, mas também reúne visitadores do PIM, do Programa Criança Feliz (PCF), equipes de Atenção Básica em Saúde e Estratégia de Saúde da Família, especialistas, estudantes e trabalhadores da área da saúde, da educação e do desenvolvimento social. O seminário segue com programação até o fim do dia.

Combate à mortalidade

O Programa Primeira Infância Melhor é uma política pública de saúde e já está implantado em 247 municípios gaúchos. Inspirou o Programa Criança Feliz, do Ministério do Desenvolvimento Social, e a implantação de programas similares em outros estados brasileiros. Nos 15 anos de trabalho no RS, os nove mil visitadores atenderam mais de 200 mil famílias, 250 mil crianças e 48 mil gestantes. "O PIM contribui para que todas as crianças possam crescer e se desenvolver em um ambiente acolhedor. O RS tem hoje o menor índice de mortalidade infantil da história com a ajuda do PIM e outros trabalhos", frisou o secretário da Saúde, Francisco Paz.

Para a primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, os 15 anos do PIM significam que muitas crianças tiveram grandes mudanças em suas vidas. "O cuidado com os pequenos pode ser realmente aquela oportunidade que elas precisam ter na vida. E nós temos um mantra que deve ser sempre seguido: tudo que você fizer pelo seu filho no início da vida, vale por toda a vida", declarou.

Segundo Maria Helena, muitas crianças tiveram grandes mudanças em suas vidas nestes 15 anos
Segundo Maria Helena, muitas crianças tiveram grandes mudanças em suas vidas nestes 15 anos - Foto: Dyessica Abadi/Palácio Piratini

Homenageados

Durante a solenidade, oito gestores e ex-gestores foram homenageados pela contribuição ao fortalecimento do PIM no estado:

- José Ivo Sartori (governador)

- Maria Helena Sartori (primeira-dama e secretária da SDSTJDH)

- Osmar Terra (deputado federal)

- Sandra Fagundes (psicanalista, professora e ex-secretária da Saúde)

- João Gabbardo dos Reis (diretor-presidente do IPE Saúde e ex-secretário da Saúde)

- Arita Bergmann (secretária da Saúde de São Lourenço do Sul e ex-secretária da Saúde)

- Ciro Simoni (deputado estadual e ex-secretário da Saúde)

Falando em nome dos agraciados, Terra lembrou o compromisso social e com a infância que o governo do Estado assumiu nesta gestão. "Os 15 anos do PIM é um bom exemplo de como se constrói uma política que pode mudar a realidade do país. A redução das desigualdades não se resolve apenas com a transferência de renda. Será resolvida a partir do acompanhamento desde o início da vida. Fazer com que crianças que estavam com o destino marcado tenham uma chance de mudar a realidade", avaliou.

Oito gestores e ex gestores receberam homenagens pelas contribuições ao PIM ao longo dos anos
Oito gestores e ex gestores receberam homenagens pelas contribuições ao PIM ao longo dos anos - Foto: Dyessica Abadi/Palácio Piratini

Semana do Bebê

A Semana do Bebê teve início em Canela nos anos 2000, por iniciativa de Salvador Celia. O reconhecimento da importância do evento levou o governo do Estado a instituir por decreto em 2003 a Semana do Bebê e o Dia do Bebê no dia 23 de novembro, no calendário oficial do Estado. O Primeira Infância Melhor apoia a realização de Semanas do Bebê em todo o Rio Grande do Sul.

Durante a Semana do Bebê, o estado recebe simpósios, encontros, fóruns e os seminários internacionais. Nos municípios, também ocorrem atividades como Passeata dos Bebês, apresentações e espetáculos infantis, mostras fotográficas, brincadeiras e serviços à população - teste do dedinho, orelhinha e visão, verificação de pressão, glicose, vacinas, massagem para bebês e mamães, coleta de leite e doação de sangue.

Em 2018, estão previstas três atividades: 12º Seminário da Primeira Infância e 6º Encontro Estadual de Visitadores; e 8º Prêmio Salvador Celia.

Texto: Cassiane Osório
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos